X

Horários de Missa


Domingo

10:00 / 18:00
Segunda

15:00
Quarta

20:00
Sábado
Às 16:00 (Capela do Colégio Nsa Sra de Lourdes)
1ª sexta-Feira do mês

9:00
Todo dia 11 do mês
Seg a sexta = 15:00 e 20:00
Sábados e Domingos = 15:00 e 18:00

Próximos Eventos da Paróquia

Historia da Paróquia

Em 29 de junho de 1926, foi lançada a “Pedra Fundamental” da Capela Nossa Senhora de Lourdes. O acontecimento agitou a Vila Regente Feijó (atual Água Rasa), cuja população era escassa na época. Muitas chácaras, dezenas de casas e a vontade do sr. José Maria Cardoso, doador do terreno, em ver a região se desenvolver fizeram desse ato um dos mais importantes da época. A Capela Nossa Senhora de Lourdes começou na av. Regente Feijó esquina com a Rua Zulmira de Queiroz (atual Rua Aureliano Lessa), cuja cerimônia foi ministrada pelo então vigário da Paróquia de Nossa Senhora do Bom Parto, a qual a Capela ficaria subordinada. Também, durante a cerimônia foi constituída e empossada uma Comissão Construtora da Igreja com a participação de José Maria Cardoso, Gustavo Balbino da Silva, Alcides Vargas, Joaquim Marques, João Lombelo, José Thomaz e respectivas esposas. E ainda, Olímpia Vargas e suas filhas Almerinda Vargas e Hilda Vargas Arneiro. FÉ E EDUCAÇÃO

A doação do terreno demonstrava a preocupação do sr. José Maria Cardoso com a prática religiosa e a Educação dos moradores, fazendo constar na escritura de doação uma cláusula que fixava o prazo de 10 (dez) anos, a contar daquela data, para que a Igreja fosse entregue ao culto, e uma outra cláusula que estipulava a instalação e funcionamento de uma Escola Paroquial para a alfabetização das crianças do bairro. Sendo que, o não cumprimento do acordo anularia a referida doação. Diante disso, a Comissão Construtora e a comunidade da época iniciaram a arrecadação dos valores necessários com quermesses, rifas, etc. A primeira quermesse foi um sucesso com inúmeras barracas, banda de música, muita dança e até fogos. Tudo sob a luz dos “lampiões de carbureto”. Os devotos doavam leitões, cabritos, patos, abóboras e outros produtos da região para incentivar o leilão. Durante a construção da Capela, muitas ações foram desenvolvidas e as famílias, movidas pela fé, se empenhavam no trabalho de arrecadação. Em 11 de novembro de 1926 foi inaugurada a Capela de Nossa Senhora de Lourdes e realizado o primeiro batizado no local, a criança recebeu o nome de José Maria Vargas. Logo após, teve início as aulas de catecismo para crianças com as catequistas Almerinda Vargas, Maria Vieira e Augusta (posteriormente Irmã Vicentina). As missas dominicais eram celebradas a cada 15 (quinze) dias. Em casa de Olímpia Vargas, depositária da chave da Capela, era servido o café para o sacerdote celebrante que, naqueles tempos, celebrava em jejum absoluto. Também foram criadas as Associações de Nossa Senhora de Lourdes e da Santa Infância. E, em 21 de abril de 1929 foi fundada a Conferência Vicentina de Nossa Senhora de Lourdes. A UNIÃO DA IGREJA E PAROQUIANOS

As atividades continuaram a ser realizadas: o objetivo era a construção e a edificação da futura Igreja Nossa Senhora de Lourdes. A comunidade inteira se uniu promovendo festas, quermesses, leilões, rifas e outras atividades que gerassem verbas para a construção da Igreja. A festa de Natal com distribuição de presentes, apresentação de teatro, recital e canto executado pelas crianças da catequese, virou tradição. Aos domingos à noite e nos meses de maio, junho e outubro aconteciam as Orações do Terço entoado pelos cânticos. Outro fato marcante eram os vibrantes badalos dos sinos, chamando a comunidade para os momentos de oração, fé e fraternidade. Dando continuidade ao acordo com o sr. José Maria Cardoso (escritura de doação), em 1930 teve início as atividades da Escola Particular Nossa Senhora de Lourdes, com aproximadamente 40 (quarenta) alunos e a professora Almerinda Vargas. Foi a primeira escola do bairro, cujas aulas eram ministradas na Capela até 1943. E, até 1946, as aulas seguiram na casa da professora Almerinda. Depois desse período, a Escola passou a ser responsabilidade das Irmãs Franciscanas que, com a criação da Paróquia, foram chamadas para colaborar e se estabeleceu inicialmente na av. Álvaro Ramos. Aproximando-se o final do prazo estipulado na escritura (10 anos), e faltando pouco mais de 2 (dois) anos, um violento temporal com fortes ventos caiu sobre São Paulo, fazendo desabar uma das paredes construídas da nova Igreja. O contratempo atrapalhou, mas não abateu os paroquianos que redobraram os esforços e seguiram fortes em busca do objetivo. E assim, em 01/06/1936, com apenas 29 (vinte e nove dias de atraso) foi oficialmente inaugurada a Igreja. MISSÃO CUMPRIDA, NOVOS OBJETIVOS Missão cumprida e novos desafios: elevar a Capela à categoria de Paróquia. E foi padre Francisco Bierman que iniciou a reorganização e vitalização da vida religiosa da nova comunidade, incentivando as Associações de Nossa Senhora de Lourdes, Santa Infância e o Grupo Dramático Nossa Senhora de Lourdes a se organizarem e criarem condições para realizar esse objetivo. A comunidade cresceu, novos membros surgiram e a vida religiosa da Capela se tornou intensamente ativa. Padre Francisco foi transferido e seu substituto Padre Lino continuou a obra. Semente plantada e frutificada, Padre Lino foi substituído pelo Padre Walter Bonten, um entusiasta do movimento que assumiu a liderança, junto com os fiéis, e pode com muita alegria comemorar a elevação da Capela de Nossa Senhora de Lourdes para Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes em 1939. Padre Walter Bonten foi designado primeiro vigário da paróquia, e dessa maneira surgiu a primeira Casa Paroquial na av. Regente Feijó, 418, propriedade cedida por da. Olímpia Vargas. Durante 4 (quatro) anos inúmeros fatos aconteceram, dentre eles:

Em 1944, a comunidade crescente e envolvida com a atividades da Paróquia, clamou por uma Igreja maior e mais espaçosa, só possível com a aquisição de um grande terreno na Rua João Soares. Ali, todo dia 11 (desde outubro de 1944) eram realizadas a benção de Nossa Senhora de Lourdes, a exemplo do que ocorria em Lourdes, na França. Multidões de fiéis começaram a frequentar o local.

Em 21 de outubro de 1948 foi lançada a pedra fundamental da nova Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, durante administração de Padre Mathias Wirtz.

Em 1950, coube a Padre Clemente Dethmar a missão de construir a nova Igreja. O bairro já bastante povoado e com boas condições econômicas, abraçou fervorosa e ativamente a missão.

O marco da construção inicial foi a gruta, usada em todo dia 11 para a tradicional benção. Padre Clemente e os paroquianos foram incansáveis nas inúmeras campanhas promovidas: Dos tijolos; Das tesouras (madeiramento do telhado); Das telhas; Dos vitreaux; Dos sinos; E, finalmente dos bancos. Em 11 de fevereiro de 1958 foi inaugurada a Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, um belíssimo trabalho resultante da comunhão entre paroquianos.

Toda a estrutura paroquial foi transferida para a nova Igreja e as antigas construções foram cedidas para as Irmãs Franciscanas, com o compromisso de continuar a obra de ensino, hoje Colégio Nossa Senhora de Lourdes Nos anos 60 foi realizado o acabamento da Igreja, um dos mais belos da região.

Durante os anos 70, a Igreja ganhou novos salões paroquiais, dependência para velório e outras melhorias.

A chegada dos anos 80 trouxe novamente para a Paróquia a comunidade ativa e novos grupos pastorais. Ainda nos anos 80, foi construída a Creche Padre José que já atendeu milhares de crianças da comunidade e de arredores.

E através do Centro de Juventude os jovens foram agregados e recebem acompanhamento de estudos.

Em 1988, a Congregação do Verbo Divino devolveu a adimistração da paróquia para a Arquidiocese de São Paulo, que nomeou o Pe. João Carlos Chini como pároco.

Em 2006, foi designado para a paróquia um diácono permanente: diac. João José Barbosa Leme.

Desde 2015, o diácono é diac. Nelson Carlos Moreira de Almeida.

Hoje, a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes olha, orgulhosa de sua origem, para o bairro ao seu redor, lembrando que de uma escritura de doação nasceu a união da Fé com a Educação. E, do comprometimento da população com os ensinamentos de Jesus, ergueu-se a magnífica Casa do Senhor, administrada pelo atual pároco Padre Juliano Maroso Gonçalves.

Créditos do texto: Guia de Noivos da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes