"Bernadette perguntou três vezes o nome da Senhora, que sorrindo e unindo suas mãos sobre o peito respondeu: Eu sou a Imaculada Conceição."
Quarta, 17 Dezembro 2014 08:46

Uma notícia surpreendente (4° Dom Advento)

Escrito por  José Antonio Pagola
Avalie este item
(0 votos)

O Anjo lhe disse: Alegra-te!

Lucas narra o anuncio de Jesus nesta passagem paralela com a do Batista. O contraste entre ambas as cenas é tão surpreendente que nos permite ver com luzes novas o Mistério de Deus encarnado em Jesus.

O anuncio do nascimento do Batista acontece em Jerusalém, a grandiosa capital de Israel, centro político e religioso do povo judeu. O nascimento de Jesus é anunciado em um povoado desconhecido nas montanhas da Galileia. Uma aldeia sem importância nenhuma, chamada “Nazaré”, de onde ninguém espera que possa sair algo bom. Anos mais tarde, estes povoados humildes acolheram a mensagem de Jesus anunciando a bondade de Deus. Jerusalém ao contrário, a recusará. Quase sempre, são os pequenos e insignificantes os que melhor entendem e acolhem ao Deus encarnado em Jesus.

O anuncio do nascimento do nascimento do Batista tem lugar em um espaço sagrado do “templo”. O anuncio do nascimento de Jesus é em uma casa pobre de uma “aldeia” Jesus se fará presente ali onde as pessoas vivem, trabalham se alegram e sofrem. Vive entre eles aliviando o sofrimento e oferecendo o perdão do Pai. Deus se faz carne, não para permanecer nos templos, sim para “se fazer morada entre os homens” e compartilhar nossa vida.

O anuncio do nascimento do Batista é ouvido por um “homem”, o sacerdote Zacarias, durante uma celebração solene. O nascimento de Jesus se faz em Maria, uma “jovem” de uns doze anos. Não se indica onde está e nem o que está fazendo. A quem pode interessar o trabalho de uma mulher? Sem duvida, Jesus, o Filho de Deus encarnado, olhará para as mulheres de modo diferente, defenderá sua dignidade e as acolherá entre seus discípulos.

Por fim, do Batista se anuncia que nascerá de Zacarias e Isabel, um casal estéril, bendita por Deus. De Jesus se diz algo absolutamente novo. O Messias nascerá de Maria, uma jovem virgem. O Espírito de Deus estará na origem de sua aparição ao mundo. Por isso, “será chamado Filho de Deus”. O Salvador do mundo não nasce como fruto do amor dos esposos que se querem mutuamente. Nasce fruto do Amor de Deus a toda a humanidade. Jesus não é um presente que nos dá Maria e José. É um presente que nos dá Deus.

José Antonio Pagola

Teólogo e biblista espanhol

(Tradução livre: Dervile Alonço)

Ler 4276 vezes Última modificação em Quarta, 17 Dezembro 2014 12:50

Links

Quer sugerir temas para buscarmos respostas? O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Redes Sociais

    A Igreja também está presente nas Redes Sociais, acompanhe!