"Bernadette perguntou três vezes o nome da Senhora, que sorrindo e unindo suas mãos sobre o peito respondeu: Eu sou a Imaculada Conceição."
Terça, 21 Fevereiro 2012 19:27

O que é Ordem?

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Ordenação Presbiterial Ordenação Presbiterial

Cristo Jesus é o único sacerdote, o único mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2, 5), porque, pela sua Encarnação, Ele é plenamente Deus e plenamente homem, realizando perfeitamente a união das duas naturezas na sua única pessoa; oferece sobre a cruz o único sacrifício redentor que reconcilia todas as coisas com Deus (cf. CIC 1545).

Para que a Igreja seja realmente o Corpo cuja Cabeça é Cristo (Cl 1, 18), é necessário que Cristo-Cabeça esteja visivelmente presente na sua Igreja, mesmo que, depois da sua Ascensão, a sua presença sensível nos tenha sido tirada (cf. CIC 788). Isto se realiza pelo sacerdócio ministerial que representa Cristo – quer dizer, torna-o presente. Os ministros escolhidos entre a comunidade de fiéis estão ao serviço dela, servidores do sacerdócio comum e do desenvolvimento da graça batismal de todos os cristãos. Preservam a sua unidade e velam pela fidelidade comum à fé. Estão consagrados para seu ministério (serviço) mediante o sacramento da ordem.

Já no decurso da Sua vida terrestre, o próprio Jesus escolhera doze homens entre todos os seus discípulos e chamou-os apóstolos (quer dizer, enviados). Ele mesmo os envia a anunciar o Evangelho, realizar sinais para mostrar a proximidade do Reino de Deus, batizar e reunir o novo povo de Deus entre todas as nações da terra. Depois de Pentecostes, inspirados pelo Espírito Santo, pregam, em primeiro lugar, em Jerusalém, depois em toda a Judéia e Samaria e, finalmente, em todas as nações, em todo mundo (At 1, 8). Em toda a parte, fundam comunidades.Colocam "Anciãos" à frente das comunidades e transmitem-lhes o seu ministério mediante a oração e a imposição das mãos.

Ainda hoje o ministério sacramental na Igreja compreende três graus: os bispos, os presbíteros e os diáconos.

O bispo (o termo vem do vocábulo grego episkopos, que significa "vigilante") é o sucessor dos apóstolos. Recebeu a plenitude do sacramento da Ordem (cf. CIC 1557) por uma efusão especial do Espírito Santo, em virtude da consagração realizada pela oração e a imposição das mãos de outros bispos. Dirige uma "diocese". É responsável da proclamação do Evangelho, do culto divino, do anúncio da fé, da santificação do Povo de Deus que ele guia para o Reino, e da atenção a todos, especialmente aos pequenos e aos pobres. Enquanto sucessores dos apóstolos, os bispos decidem a quem confiar um ministério na Igreja; ordenam os sacerdotes e os diáconos. O primeiro dentre eles é o Bispo de Roma, o papa, sucessor de São Pedro a quem Jesus ressuscitado confiou o seu rebanho (Jo 21, 15-17).

Os sacerdotes (em grego: presbyteros - o "Ancião") são ordenados pelos bispos para serem seus colaboradores, principalmente no anúncio do Evangelho e na celebração dos sacramentos. Investidos da autoridade de Jesus, a maioria deles dirige uma paróquia (porção da diocese) e vela por ela. Na sua ordenação, o bispo é o primeiro a impor-lhes as mãos, seguido de todos os sacerdotes presentes que também lhes impõem as mãos em sinal da comunhão do colégio dos presbíteros (presbyterium) à volta do bispo a quem prometem obediência.

Configurados a Jesus Servidor, os diáconos (em grego diakonos - "servidor") estão consagrados ao serviço da comunidade: serviço da caridade - em particular dos pobres e doentes - serviço da oração comunitária, serviço da palavra e da catequese (cf. CIC 1570). Cabe-lhes distribuir a Eucaristia, administrar o Batismo, abençoar o Matrimônio e presidir os funerais. São ordenados pelo bispo mediante a imposição das mãos.

Os homens aos quais foi confiado um ministério na Igreja, estão submetidos a critérios particulares. O que conta não é o saber nem a origem. Só contam a fé em Deus, a união a Jesus Cristo e o amor pelos homens, especialmente os pobres. Só aquele que faz sua a palavra de Jesus "Quem quiser ser o maior entre vós seja aquele que vos serve, e quem quiser ser o primeiro entre vós seja o escravo de todos" (Mc 10, 43-44), pode vir a ser o sinal que torna sensível, de maneira humana, o amor de Deus.

Ler 2472 vezes Última modificação em Sexta, 24 Fevereiro 2012 17:59
NSLourdes

Pastoral da Comunicação
Paróquia Nossa Senhora de Lourdes da Água Rasa

Website.: www.senhoradelourdes.org.br

ADITAL, Agência de Informação Frei Tito para América Latina, é uma agência de notícias que nasceu para levar a agenda social latino-americana e caribenha à mídia internacional; estimular um jornalismo de cunho ético e social; favorecer a integração e a solidariedade entre os povos; desvendar para o mundo a dignidade dos que constroem cidadania; dar visibilidade às ações libertadoras que o Deus da Vida faz brotar nos meios populares; divulgar o protagonismo dos atores sociais que são nossas fontes de informação e são democratizadores da comunicação.