"Bernadette perguntou três vezes o nome da Senhora, que sorrindo e unindo suas mãos sobre o peito respondeu: Eu sou a Imaculada Conceição."
Terça, 21 Fevereiro 2012 09:24

O que é Eucaristia?

Escrito por 
Avalie este item
(1 Votar)

A Eucaristia é o memorial da última refeição de Jesus e do seu sacrifício na Cruz. Não se trata só de uma lembrança dos acontecimentos passados, mas da reatualização desses acontecimentos. Em cada Eucaristia, Cristo torna-se presente e atuante no próprio ato da sua Páscoa: sua morte e ressurreição que nos salvam, dão-nos a sua vida e nos unem a Ele. A Eucaristia é um sacrifício, porque torna presente o único sacrifício da Cruz (cf. CIC 1363-1366).

Ao comungar o Corpo e o Sangue de Cristo, os cristãos estão unidos pessoalmente a Cristo. Ao receber o mesmo pão, que é o próprio Corpo de Cristo, os cristãos ficam igualmente unidos uns aos outros da maneira mais profunda e mais íntima possível. É por isso que a Eucaristia constitui a Igreja. A união ao Corpo eucarístico constrói o Corpo místico de Cristo: "Porque há um só pão, nós, embora muitos, somos um só corpo" (1 Cor 10, 16-17). Por isso, ainda, a Eucaristia é a inauguração do banquete da glória futura, o "banquete das núpcias do Cordeiro" (Ap 19, 9), como diz o sacerdote, ao convidar à comunhão, na missa do rito latino (cf. CIC 1130 e 1402-1403).

A Eucaristia é inseparável da caridade fraterna. O Senhor ensina:

Quando estiveres levando a tua oferenda ao altar, e ali te lembrares que teu irmão tem algo contra ti, deixa a tua oferenda diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão. Só então, vai apresentar a tua oferenda.
Mt 5, 23-24

Ler 3811 vezes Última modificação em Quinta, 07 Junho 2012 16:53
NSLourdes

Pastoral da Comunicação
Paróquia Nossa Senhora de Lourdes da Água Rasa

Website.: www.senhoradelourdes.org.br

ADITAL, Agência de Informação Frei Tito para América Latina, é uma agência de notícias que nasceu para levar a agenda social latino-americana e caribenha à mídia internacional; estimular um jornalismo de cunho ético e social; favorecer a integração e a solidariedade entre os povos; desvendar para o mundo a dignidade dos que constroem cidadania; dar visibilidade às ações libertadoras que o Deus da Vida faz brotar nos meios populares; divulgar o protagonismo dos atores sociais que são nossas fontes de informação e são democratizadores da comunicação.