"Bernadette perguntou três vezes o nome da Senhora, que sorrindo e unindo suas mãos sobre o peito respondeu: Eu sou a Imaculada Conceição."
Terça, 21 Fevereiro 2012 19:20

Maria na Bíblia

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Uma jovem de Nazaré, noiva do carpinteiro José. Provavelmente, não teria mais de 14 anos de idade, quando noivou, segundo os costumes da época. Uma jovem que estremece quando o anjo do Senhor vem a ela e lhe fala. Ela escuta a saudação e descobre que é "cheia de graça". O anjo explica que Deus a escolheu. Ela não pronuncia cegamente o seu "Fiat" (sim). Expõe as suas objeções: "Como acontecerá isso...?". Depois aceita a sua vocação de dar à luz o Filho de Deus, embora permanecendo virgem, pois "para Deus nada é impossível". Por isso acrescenta: "Faça-se em mim segundo a tua palavra" (Lc 1, 34. 37-38).

A Virgem Maria, que espera seu filho, está a caminho com José, rumo a Belém. Seu filho vem ao mundo "longe de casa", em condições precárias, ignorado por todos. Quando chegam os pastores - que também são pobres – louvando a Deus pelo que Ele fez para o seu povo, Maria escuta atentamente. Conserva com cuidado todas estas coisas, meditando-as no seu coração (Lc 2, 15-19).

Quarenta dias mais tarde, Maria e José levam seu filho a Jerusalém para apresentá-lo no templo a fim de consagrá-lo ao Senhor, segundo as prescrições rituais. É lá que Simeão e Ana, duas pessoas ansiosas pela vinda do Messias, o reconhecem. Simeão louva a Deus por tê-lo deixado ver "a salvação" com os seus próprios olhos. E acrescenta, dirigindo-se a Maria: "...Este menino será... um sinal de contradição - e a ti, uma espada traspassará tua alma!" (Lc 2, 22-38).

Aos doze anos, Jesus encontra-se em Jerusalém com os pais para a festa da Páscoa. No caminho de volta, Maria e José se dão conta de que Jesus não está com eles. Procuram-no durante três dias, como os pais procuram o filho perdido. Encontram-no no templo e O ouvem falar da "casa do Pai". E o evangelista volta a repetir: "Sua mãe guardava todas estas coisas no coração" (Lc 2, 51).

Jesus tem cerca de trinta anos. Leva vida itinerante de pregação com os seus discípulos. É convidado para um casamento em Caná, na Galiléia. Maria encontra-se também entre os convidados. Ela percebe que não há mais vinho e pede indiretamente a Jesus: "Eles não têm vinho" (Jo 2, 3). Confia na sua ajuda,embora Ele lhe responda: "A minha hora ainda não chegou". Ela convida os criados a fazerem tudo o que Ele lhes disser. Não confiou em vão: havia ali seis talhas de pedra, de quase cem litros cada uma. Jesus diz aos criados que encham de água as talhas. Eles o fazem e quando o encarregado da festa provou da água, todos logo viram que a água estava transformada em vinho. Este foi - diz-nos o evangelista São João - o primeiro "sinal" que Jesus fez. Os discípulos foram testemunhas deste fato e creram nele (Jo 2, 1-11).

Jesus deixou a sua casa de Nazaré. Reuniu a sua própria "família". Um dia, quando as multidões se apertavam à sua volta, disseram-lhe: "Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar contigo". Então Jesus, indicando com a mão os seus discípulos, responde: "Eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe" (Mt 12, 46-50).

Para o evangelista São João, tudo o que Jesus diz e faz tem um sentido oculto. É o que acontece também quando ele narra como Maria e o discípulo que Jesus amava se encontravam ao pé da cruz. Jesus diz a sua mãe: "Mulher, eis o teu filho!", e a seu discípulo: "Eis a tua mãe". A partir daquela hora, o discípulo a acolheu junto de si (Jo 19, 25-27). E a mãe de Jesus torna-se a Mãe de todos os cristãos.

Fala-se de Maria, pela última vez, na Festa de Pentecostes. Depois da Ressurreição e Ascensão de Jesus, os discípulos estão reunidos em Jerusalém. Rezam, enquanto esperam que o Espírito Santo os envie em missão. "E vemos também Maria implorando com suas preces o dom do Espírito, que na anunciação, já a tinha coberto com sua sombra" (Concílio Vaticano II, Lumen Gentium 59). Maria, a Mãe de Jesus, está entre os discípulos no momento em que nasce a Igreja de seu Filho (At 1, 12-14). Ela é Mãe da Igreja.

Ler 2891 vezes Última modificação em Terça, 06 Março 2012 00:48
NSLourdes

Pastoral da Comunicação
Paróquia Nossa Senhora de Lourdes da Água Rasa

Website.: www.senhoradelourdes.org.br

ADITAL, Agência de Informação Frei Tito para América Latina, é uma agência de notícias que nasceu para levar a agenda social latino-americana e caribenha à mídia internacional; estimular um jornalismo de cunho ético e social; favorecer a integração e a solidariedade entre os povos; desvendar para o mundo a dignidade dos que constroem cidadania; dar visibilidade às ações libertadoras que o Deus da Vida faz brotar nos meios populares; divulgar o protagonismo dos atores sociais que são nossas fontes de informação e são democratizadores da comunicação.